Confabulando Ilusões

O portal da alma, a voz do coração.

Sinfoni Amor

em 10/04/2013

Ela não maldiz o amor. Não o amaldiçoa. Sofre e sofre por amor – sorrindo. Chora, mas não lamenta. Se pergunta o porquê de tantas lágrimas no seu rosto, mas não se arrepende.

A vida tem suas encruzilhadas, ela bem sabe. Tudo que começa, tem seu fim – ela bem entende e como entende.

Ele foi embora quando o inverno chegou e foi o bastante para congelar seu triste e apaixonado coração. A ponta do seu nariz, gelada. Seus lábios arroxeados, tremendo. Seu rosto delicado, suavemente congelado. De dor.

Mas o que a faz crescer e amadurecer, é não se arrepender disso. O que a faz chorar, é a possibilidade mais bela de todas as possibilidades no universo – ela é capaz de amar. Ela não fugiu, não fingiu. Ela abriu os braços e aceitou seu fardo, com alegria.

Grandiosa menina. As lágrimas em seu rosto, é o carinho que seu coração guarda. Quantas pessoas teriam a mesma coragem? Quantas pessoas, se entregariam e entregariam o que tem de mais belo?

Quantas pessoas sorririam e aceitariam, mesmo sabendo que há a possibilidade de sentir o mais cruel dos sofrimentos? As pessoas a chamam de fraca. Imatura. Mas a menina não se arrepende. E aprende. E cresce. E continua sorrindo.

Menina grandiosa… ora, mas que surpresa!
Os pássaros estão cantando a ressurreição do sol no seu sorriso:

“Life isn’t gray, oh Mary-lou”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: